18 de jul de 2009

O CAMALEÃO DAVID BOWIE


Hoje é dia de Bowie entrar para o o roll das Músicas do SM. Quem não conhece essa figura exótica do rock?

David Bowie nasceu no bairro de Brixton, em Londres, no dia 8 de janeiro de 1947 com o nome de David Robert Jones. Além de cantar é ator e fez filmes que também marcaram época como "O Homem que caiu na Terra" (1975), "Fome de Viver" (1983), "Labirinto - A Magia do Tempo" (1986).

Falar deste ícone do rock é extremamente complexo devido suas inúmeras fases que apresentou durante sua carreira artística. Considerado o "Camaleão do Rock", David Bowie viveu personagens em suas canções, como Ziggy Stardust em 1970, passando pelo estilo andrógeno do disco Diamond Dogs em 1975, em 1986 na carona do filme "Labirinto", o estilo new wave punk bruxo de Underground.


Em 1989, cansado da carreira solo, resolveu juntar-se Reeves Gabrels, Tony Sales e Hunt Sales. Surgiu então o Tin Machine. O disco de estréia teve o mesmo nome da banda. Tin Machine lançado em maio de 89 e em setembro de 92 Tin Machine II. Ainda houve o álbum Tin Machine Live em 92. Mas ficou por aí. Bowie cansou de ter uma banda e resolveu voltar a sua carreira solo.


No próximo dia 20 de Julho – data em que se comemoram as quatro décadas do «pequeno passo para o homem, mas um grande passo para a Humanidade» de Neil Armstrong – Bowie vai reeditar um de seus grandes sucessos: Space Oddity. Música que foi tema da odiséia da Apolo 11 na chegado do homem a Lua, em 1969.

O single estará disponível em 4 versões: versão mono do single inglês, versão mono do single americano, versão estéreo do single americano e ainda uma regravação de 1979. Também contará com uma versão extra, com as oito pistas da gravação original.






FONTES: Wikipedia
Rascunho.iol.pt

6 comentários:

Ron Groo disse...

Bowie é um caso aparte.

O cara ajudou a moldar um geração inteira - o gliter rock - quando não era lançando musicas emblemáticas como Ziggy Stardust era produzindo gente do quilate de Lou Reed, Iggy Pop, The Sweet ou salvando a carreira de gente como o Moot the Hoople entregando de bandeja para eles um clássico tão forte até hoje como "All the young Dudes" que foi regravada até pelo Bruce Dikinson!

E tem um verso de uma canção dele que eu gosto muito. É bobo é curto mas eu adoro. Está na canção "Changes":
Ch-ch-ch-ch-Changes
(Turn and face the strange)

É assim que procuro levar a minha vida sempre. Mudando, me virando e encarando o desconhecido.

Loucos por F-1 disse...

Caro Sávio, conheço muito pouco do David Bowie, mas já ouvi muitas coisas ao seu respeito. Na MTV assisti muitos clipes dele. Inclusive tinha um comercial que mostrava as várias faces de Bowie.

Abraço!

Leandro Montianele

Alexandre Ribeiro disse...

Caro Irmão:

Bowie é tão espetacular que não pode ser descrito com palavras, só se pode sentir - e viajar no seu som - a obra magnífica obra do maior camaleão do Rock.

Grande Sávio, que sempre sabe exatamente enaltecer quem merece ser engrandecido, por isso, meu IRMÃO, você é meu favorito dentre os favoritos.

Germano disse...

Space Oddity é muito show

Felipão disse...

Cresci ouvindo os sucessos e acompanhando as transformações do Bowie. Como um bom camaleão, soube quando trocar suas cores e continuar sobrevivendo em um mindo em constante metamorfose...

SAVIOMACHADO disse...

Obrigado pelo comentário Groo. Enriqueceu o post.

Ribeiro, obrigado pelas palavras meu velho.

Leandro. Bowie é uma lenda viva mesmo. Grande abraço. Valeu!

Germano: Sem dúvida, Space Oddity é um marco. Ainda mais naquela época. Imagina com todo o pré-conceito daquela épca David Bowie foi muito corajoso.

É Felipão. O cara sabia mesmo a hora de trocar de cor.

Obrigado a todos vocês pelos comentários.
Abraços.


SAVIOMACHADO
Por Um Esporte Mais Seguro