23 de mai de 2009

GAROTOS NÃO CHORAM

Depois de falar dos Smiths, hoje é a vez de outra banda que fez muito sucesso nos anos 80. The Cure foi referência em muitos aspectos. Não há quem não lembre do estilo dark, com cabelos longos que mais parecia um enorme chafariz negro que saia da cabeça de Robert Smith, vocalista e líder da banda que surgiu na cidade de Crawley, na Inglaterra em 1976. Além dele, vários músicos importantes passaram pela banda como Michael Dempsey e Lol Tolhurst que juntos deram início aos acordes com uma banda chamada Three Imaginary Boys.

O primeiro sucesso da banda veio em 1979 com a música "Killing an Arab". O álbum de estréia com o mesmo nome da antiga banda "Three Imaginary Boys" foi recebido com boas críticas da imprensa britânica.
Ainda este ano The Cure juntou-se a banda Siouxsie & The Banshees para fazer uma mega turnê pela Inglaterra. Durante essa turnê o guitarrista dos Banshees abandou a banda e Robert Smith assumiu o posto.
Entre 1979 e 1981 Robert Smith colaborou muito com o Siouxsie & The Banshees, inclusive aparecendo neste clipe.


Em 1980 vieram singles como "Boys Don't Cry" e Jumping Someone Else's Train". Neste mesmo período Dempsey deu lugar ao baixista Simon Gallup e em seguido foi a vez de Matthieu Hartley que entrou com um novo instrumento na banda, os teclados que transformaram a música do Cure em sombrias canções. Daí para frente foi uma sequência de sucessos que todos nós conhecemos de cor e salteado: "In Between Days", "Close To Me", "Why Can't I Be You" e muitas outras mais.

Atualmente a banda é formada por Robert Smith (guitarra e vocal), Jason Cooper (bateria), Porl Thompson (guitarra) e Simon Gallup (baixo).


Abaixo um grande sucesso da banda chamado "Just Like Haven" do álbum Kiss Me, Kiss Me, Kiss Me, lançado em 1987. Aqui, na voz da americana Katie Malua, que atualmente mora na Inglaterra e é fã de carteirinha do The Cure.








Veja o vídeo "Just Like Haven" original

Veja o vídeo "Just Like Haven" show do The Cure em Roma 2008.

Conheça toda a história da banda em Portal do Rock





5 comentários:

Bruno Santos disse...

Olá Sávio,
confesso que não conhecia esse espaço para falar de música. Dei uma navegada rápida e me surpreendi ao ver violeta de outono. Muito legal e, assim como o The Smiths, o The Cure é figurinha tradicional no meu playlist.
Abraços.

Felipão disse...

Fantástico Savio... E acompanho vocês... O Cure tá sempre rolando no meu playlist também...

Ron Groo disse...

Não existe criatura que não goste ao menos de uma música do The Cure.
Seja Boys dont cry, ou Fryday i´m in love...

Eu particularmente adoro Mint car.

Não sei porque não tenho um só disco deles, mas gosto demais dos caras.

E os clipes então são um caso aparte.
Já viu o de Friday? As cores saturadas e a alegria são impressionantes.

Alexandre Ribeiro disse...

Caro Sávio:

The Cure é símbolo-mor do tempo em que imperava o bom gosto musical ao embalar FMs e festinhas. Desfilar com álbum STANDING ON A BEACH debaixo do braço pelos corredores da velha escola era motivo de orgulho e um dos bons pretextos para inciar um papo com aquelas gatinhas antenadas e que estávamos sempre de olho. Risquei meu vinil e arranhei meu CD do álbum de tanto que tocávamos boys don't cry, close to me e in between days em nossas festinhas... BOA LEMBRANÇA.

Jogos de Meninas disse...

Muito boas as lembranças! Curto muito The Cure.