10 de set de 2008

O POLÊMICO GP DA BÉLGICA

Minhas viagens pelo Sul do Estado do Rio Grande do Sul tem sido constantes e meu tempo anda escasso. Quero me desculpar aos leitores e colegas que de vez em quando vem dar seus respeitosos pitacos no SM. Agora mesmo estou no intervalo do almoço, na cidade de Rio Grande. A mais antiga do Estado, situada no Sudeste do Rio Grande do Sul.
Mas falando do que realmente interessa e que ainda não falei, justamente pela falta de tempo, foi a grande corrida de Hamilton. Uma pena toda essa confusão causada pelos fiscais que anularam sua vitória penalizando-o em 25 segundos. Uma passagem pelo box depois da corrida que não houve em virtude da "ultrapassagem indevida" em cima do campeão Kimi Haikkonen. Falando assim até fica complicado de imaginar como pode acontecer tudo isso. Só olhando a corrida mesmo.

O GP da Bélgica foi sonolento, com muita velocidade e poucas novidades, exceto o seu final que culminou com rodadas devido a chuva que apareceu nas duas últimas voltas mudando todo o panorama da corrida. Fernando Alonso que vinha atrás de Felipe Massa, na quarta posição, chegou a demonstrar uma preocupação em aproveitar-se da chuva. Após o acidente de Kimi, na última volta ele entrou nos boxes para fazer a troca de pneus. Poderia ter sido arriscado demais manter os pneus lisos nem chegar ao fim da corrida.
Mas se chegasse iria subir ao pódio pela primeira vez esse ano. A troca de pneus atrasou a Renault do espanhol que conseguiu chegar em quarto. O sortudo da vez foi Felipe Massa. Com o acidente de Kimi herdou a segunda posição e com penalização de Hamilton acabou herdando o primeiro lugar no GP da Bélgica. Hamilton ficou em terceiro e Nick Heidfeld em segundo. O assunto GP da Bélgica deu muito pano pra manga durante essa semana. Blogs, sites, jornais que falam sobre Fórmula 1, expressaram-se de maneiras mais diversas. A maioria condenando os dirigentes da FIA. Não foi a toa. Uma difícil tarefa de analisar com pouco tempo se deveria punir o inglês da Mclaren ou não. O caso agora está na justiça. Martin Whitmarsh, diretor da escuderia vai recorrer da decisão. Difícil, mas não impossível.


Como terminou o GP da Bélgica:
1 - Lewis Hamilton - Mclaren Mercedes
2 -
Felipe Massa - Ferrari
3 - Nick Heidfeld - BMW Sauber
4 - Fernando Alonso - Renault
5 - Sebastian Vettel - Toro Rosso Ferrari
6 - Robert Kubica - BMW Sauber
7 - Sebastian Bourdais - Toro Rosso Ferrari
8 - Timo Glock - Toyota
9 - Mark Webber - Red Bull Renault
10 - Heikki Kovalainen - Mclaren Mercedes
11 - David Coulthard - Red Bull Renault
12 - Nico Rosberg - Williams Toyota
13 - Adrian Sutil - Force India Ferrari
14 - Kazuki Nakajima - Williams Toyota
15 - Jenson Button - Honda
16 - Jarno Trulli - Toyota
17 - Giancarlo Fisichella - Force India Ferrari
18 - Kimi Raikkonen - Ferrari

Quem não terminou o GP da Hungria:
Rubens Barrichello - Honda
Nelson Piquet - Renault


Fotos: Gpupdate.net
racingpasion.com
f1.com

4 comentários:

Speeder_76 disse...

Já disse o que tinha a dizer sobre este assunto. Só digo isto: estes comissários andaram mais rigorosos do que o habitual. Na GP2, o Pantano causou dois acidentes, e foi excluído!


Enfim, justo ou não, uma coisa é certa: o campeonato continua lançado, e se calhar a ideia é mesmo para decidir na última prova da temporada...

Enfim, quando puderes, visita-me. Ando a fazer uns artigos sobre o Ronnie Peterson...

Fleetmaster disse...

Sera que é difícil ter um campeonato sem confusão ?????

Alexandre Ribeiro disse...

Caro Sávio:

Mais uma corrida para entrar na história vexatória desta triste Fórmula 1 atual, de poucas ultrapassagens e muitos escândaos...

Ron Groo disse...

Foi Polemico e foi lindo!
Savio, troquei de endereço, posso pedir para voce atualizar ele em sua lista?
www.blogdogroo.blogspot.com
brigado!