3 de ago de 2008

GRANDE PRÊMIO DA HUNGRIA


Sinceramente eu não esperava mais nada a não ser a vitória de Felipe Massa. Quando estourou o motor e vi aquela Ferrari quase parando, não acreditei. É provável que a sensação de Felipe Massa tenha sido de muito estrés e angústia de ver seu carro parando, sem força para continuar a três voltas do final. Uma corrida que estava prestes a se confirmar como uma das melhores de sua carreira. Liderando de ponta a ponta, surpreendendo Hamilton na largada. Felipe fez uma ótima corrida, chegou a administrar a corrida que já estava praticamente ganha, diminuindo a velocidade para poupar o carro. Mas isso não ajudou e seu carro parou. Felipe não terminou o GP da Hungria. Com isso a vitória caiu no colo de Heikki Kovalainen.

Timo Glock que vinha brigando para manter o terceira lugar com Kimi Raikkonen, herdou a segunda posição. E a ordem da escuderia italiana foi mandar Kimi tirar o pé para evitar uma quebra de motor também.
O alemão Timo Glock foi realmente a grande surpresa do GP, assim como Nelsinho foi na Alemanha.

Glock mostrou um bom entrosamento com a equipe, participando de decisões importantes de dentro do carro, através do rádio, sugerindo por exemplo a antecipação da parada de sua Toyota nos boxes quando Massa tinha feito a sua, saindo exatamente na frente dele. A Ferrari de Massa diminuiu o rítmo de Glock, fazendo com Kimi se aproximasse perigosamente. Esse momento foi crucial para a conquista do segundo lugar de Timo Glock.
Hamilton deu azar. Fez um bom trabalho na conquista da poli no sábado e largou em primeiro, mas logo no início tomou um chapéu do brasileiro Felipe Massa e pareceu que não estava acreditando. E assim foi durante o resto da corrida. Hamilton tentando encostar em Felipe, até que numa curva o pneu dianteiro esquerdo furou numa freada e ele teve que andar lento até chegar nos boxes.

Após ter que antecipar a parada nos boxes devido ao imprevisto foi parar na décima colocação. Daí foi aquilo que todo mundo já sabe, o desesperado Hamilton ia passando todo mundo até encostar na traseira do quarto colocado que era Fernando Alonso. Dali não saiu mais até o fim da corrida.
Nelson Piquet fez uma excelente corrida também. Largou em décimo e chegou na sexta colocação. Sua segunda melhor marca neste campeonato.


Como terminou o GP da Hungria:
1.
Heikki Kovalainen - Mclaren Mercedes
2. Timo Glock - Toyota
3.
Kimi Raikkonen - Ferrari
4.
Fernando Alonso - Renault
5.
Lewis Hamilton - Mclaren Mercedes
6. Nelson Piquet - Renault
7.
Jarno Trulli - Toyota
8.
Robert Kubica - BMW Sauber
9.
Mark Webber - Red Bull Renault
10.
Nick Heidfeld - BMW Sauber
11. David Coulthard - Red Bull Renault
12.
Jenson Button - Honda
13.
Kazuki Nakajima - Williams Toyota
14.
Nico Rosberg - Williams Toyota
15.
Giancarlo Fisichella - Force India Ferrari
16.
Rubens Barrichello - Honda
17.
Sebastian Bourdais - Toro Rosso Ferrari
18.
Felipe Massa - Ferrari

Quem não terminou o GP da Hungria:

Adrian Sutil - Force India Ferrari
Sebastian Vettel - Toro Rosso Ferrari

Fotos:
F1-live.com
formula1.com
f1.gpupdate.net
ing-renaultf1.com

3 comentários:

blogguardrail disse...

Hamilton:esse sim foi o sortudo do dia.

Esse Hamilton tem o "0" virado pra Lua mesmo.Vai ter sorte assim lá longe.Chegou em 5º e ainda viu sua vantagem aumentar no campeonato...aff..

Felipe Maciel disse...

Sem dúvida foi a corrida mais injusta da temporada...

Alexandre Ribeiro disse...

Caro amigo:
Não me conformo agora com a sacanagem - desculpe-me a expressão - que uma simples biela pode fazer com uma corrida tão perfeita, que droga !!!
Gde abç